Afinal: o que é feminismo? Ele deixou de ser necessário nos dias de hoje?


Em uma época onde a internet é usada para espalhar notícias falsas e deturpar ideias, é importante levantar a bandeira do esclarecimento.


Historicamente
Até o século XIX, a mulher era vista como um ser inferior aos homens, mulheres não podiam ler, escrever, votar, estudar, guerrear, divorciar-se, ter decisões familiares, se vestir como queria, etc. Com isso, o direito das mulheres se restringia basicamente à obrigação de cuidar da casa e dos filhos.
“Na Revolução Francesa (1789) a “Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão”, escrito no ano da Revolução, foi combatida pela “Declaração dos Direitos da Mulher e da Cidadã”, escrito pela feminista francesa Olympe de Gouges (1748-1793) em 1791.
No documento, ela criticava a Declaração da Revolução, posto que era somente aplicada aos homens. Além disso, alertava para a autoridade masculina e a importância das mulheres e da igualdade de direitos.
Por esse motivo, a revolucionária foi executada em Paris, dia 3 de novembro de 1793. No entanto, sua morte, considerada um marco do feminismo no mundo, fez surgir diversos movimentos feministas posteriores.” (trecho retirado do site toda matéria)
O feminismo tem como ideal o direito de igualdade e liberdade entre homens e mulheres, qualquer deturpação acima disso não é feminismo, hoje há muitas contas fakes que modificam o movimento na intenção de depreciá-lo, além de algumas pessoas radicais que não representam um todo, mas acabam sendo usadas de exemplo como regra e não exceção.



O que é o feminismo, o que te faz feminista?
O feminismo é uma corrente filosófica, uma corrente de ideias, o feminismo não te coloca na frente da militância necessariamente, se você acredita que as mulheres devem ser respeitadas igualmente os homens são, você é feminista, se você acha mulheres merecem receber os mesmos salários que um homem recebe na mesma posição (coisa que não ocorre hoje em dia) você é feminista, se você acha que o jeito de uma mulher se vestir não tem nada a ver com se dar ou não ao respeito, e a culpa do estupro é unicamente do estuprador criado por uma sociedade patriarcal e sexista, você é feminista! 
Muitas pessoas são adeptas aos pensamentos e ideais feministas sem saberem que são, o feminismo nunca vai sumir, o feminismo é uma corrente que liberta, uma corrente que nivela e iguala. O feminismo salva no momento que uma mulher decide sair de um relacionamento abusivo, ele salva no momento que uma mulher denuncia um assédio por acreditar que a forma que ela estava vestida não deu liberdade, ele empondera meninas como Malala que acreditam que mulheres tem direito de estudar, o feminismo empondera mulheres na África que decidem não se submeter à mutilação vaginal, etc.
Por que o feminismo foi e ainda é necessário?

Começando pelo direito do voto feminino, tal conquista foi tardia em relação ao direito de voto dos homens, e em alguns lugares demorou e muito até que fosse conquistado, a Arábia Saudita permitiu o voto para as mulheres apenas em 2015, e até países considerados libertários como a Suíça o sufrágio feminino foi ouvido apenas em fevereiro de 1971.
Voltando para os dias de hoje, na Arábia Saudita, mulheres ainda não podem dirigir, andar na rua sem a presença masculina, abrir conta bancária sem a permissão do marido, usar maquiagem, interagir com homens, nada, praticar esportes, experimentar roupas em lojas, entrar no cemitério e comprar uma Barbie. Outros países do Oriente Médio não permitem mulheres em estádios de futebol, ou sequer estudarem, segundo a ONU, em cerca de 70 países do mundo inteiro, mulheres foram agredidas por tentarem de alguma forma estudar.

Uma cartilha divulgada pela Unwoman e traduzida para o Português de Portugal resume bem a problemática de como as mulheres são tratadas e não pensem que tais direitos supridos são exclusividade de países mulçumanos.
Nos Estados Unidos por exemplo, a idade mínima para o casamento, em muitos estados gira em torno de 13 a 14 anos, e ainda é frequente meninas casarem com adultos ainda crianças. No Brasil, segundo o Anuário Brasileiro de Segurança Pública, uma mulher é violentada a cada 11 minutos, tais casos são subnotificados pois muitas mulheres sentem medo e vergonha de denunciarem.
Em 2016, o Datafolha divulgou que 1 em cada 3 brasileiros culpa a mulher em caso de estupro, 42% dos homens achavam que mulheres que se davam ao respeito não eram estuprada, em contrapartida, 85% das mulheres sentiam medo de sofrerem violência sexual, 30% dos homens achavam que mulheres que usavam roupas “provocantes” não podiam reclamar em caso de estupro.


Mulheres entre 14 e 44 anos têm mais chances de serem estupradas do que de desenvolverem câncer ou se envolverem em um acidente, os percentuais não são os mesmos para os homens.
Tais dados (excluindo todo o fato de preconceitos diários que as mulheres sofrem) só comprovam que vivemos em um mundo sexista e patriarcal, portanto a Sororidade e o Feminismo ainda hoje são extremamente necessários, pois só com a conscientização feminista de que: Mulheres não são objeto, de que mulheres merecem respeito independente do que veste, de que mulheres não merecem serem violadas independente da circunstância é que vamos evoluir como humanos. Então sim mulheres, então sim rapazes, precisamos e muito do feminismo!

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.